Archive for the ‘cultura’ Category

  • Brazilian Festival Weekend em Nova York

    set 5, 12 • Carolina de Castro Wanderley • cultura, destaqueComentários desativadosRead More »
    Brazilian Festival Weekend em Nova York

    A Ward-Nasse Gallery (http://www.ward-nassegallery.net), de Nova York, participará neste final de semana do Brazilian Festival Weekend. Sob a curadoria de Leda Maria, o festival espera aproximadamente 200.000 visitantes em sua décima oitava edição, que poderão ver obras de Leila Alberti, Patricia Azoni, Mariah Campolina, Geovana Clea, Marcelo Conrado, Marilda Did, Rose Fernandes, Daniel Fontoura, Juliane Fuganti, Luciana Futuro, Beth Jabur, Zina Kossoy, Sonia Madruga, Leda Maria, Maria Cristina Matarasso, Milton Mota, Ricarddo P. Pinto, Carla Pompeu, Andreia Rosa dos Santos e Mauro Soares. O endereço da mostra é  267 Ferry Street, Newark, NJ 07105. No destaque, obra de Patricia Azoni

  • Patricia Azoni em exposição

    ago 6, 12 • Carolina de Castro Wanderley • cultura, destaqueComentários desativadosRead More »
    Patricia Azoni em exposição

    Inaugura amanhã, dia 07/08/2012, às 19 horas, a exposição da artista plástica Patricia Azoni, no Beto Batata Barigui. Sucesso, Patricia!

  • Sustentabilidade e investimento em cultura

    out 8, 07 • Carolina de Castro Wanderley • cultura, destaque, economia criativaNo CommentsRead More »
    Sustentabilidade e investimento em cultura

    Durante muito tempo o homem utilizou-se dos recursos naturais do planeta sem se preocupar com os efeitos dessa conduta. Após a Segunda Guerra Mundial ficou claro à comunidade mundial a capacidade que a humanidade tem de se auto-destruir: bombas, exaustão da natureza, divisão desigual de rendas, tudo desvelado em um panorama mundial temerário. As instituições do chamado primeiro setor (Estado) iniciaram tratativas globais de redução de fatores destrutivos. Mais recentemente, surgiram as iniciativas do terceiro setor na tentativa de reduzir desigualdades, preservar o meio ambiente, promover a cidadania, etc. As empresas, na qualidade de segundo setor da economia, não estão fora dessa nova corrente ética. São compelidas cada vez mais a adotar condutas socialmente responsáveis. Assim, as empresas não podem mais ser vistas como “edifícios onde entra matéria prima e sai produto finalizado, em troca de lucro”. O setor privado tem função social. De dentro de seus edifícios tem saído mais do que produtos e serviços. Tem saído investimento socioamobiental. Veja-se: investir em valores éticos, em promoção da cidadania, em preservação ambiental não é mais tarefa exclusiva das políticas públicas. Claro está que o Estado sozinho, não dá conta mesmo. Também não há que se pensar que somente o terceiro setor trabalhe nessa área. A iniciativa privada agora é chamada para buscar desenvolvimento sustentável sob o ponto de vista ecológico, social e financeiro. Por isso investir em cultura é garantir

Consultoria multidisciplinar para negócios criativos. Marcas, patentes, softwares, franquias, cultura: você inova e nós ajudamos a realizar!

↓ More ↓